Sessão de recém-nascido

_OMA4173-Editar-Editar-1 _OMA4177-Editar-2 _OMA4181-Editar-Editar-3 _OMA4199-Editar-4 _OMA4211-Editar-5 _OMA4230-Editar-6 _OMA4249-Editar-7 _OMA4256-Editar-8 _OMA4280-Editar-9 _OMA4309-Editar-10 _OMA4321-Editar-11

Anúncios

Órfã de Gravidez

Quando decidimos aumentar a família éramos tão inocentes! Tão ingénuos e ignorantes!

Fiz aquele teste de gravidez a medo e quando vi o positivo, a primeira coisa que pensei foi no parto! Penso que tive medo do parto porque não sabia nada de nada sobre os meses que estavam entre o dia do teste e o dia do nascimento! Chorei tanto…aquele misto de sonho e medo do desconhecido…eu ia ser mãe ..íamos ser pais!

Não pensei e comprei umas roupinhas…contei à família, aos amigos, aos conhecidos…ao mundo! Era bom demais para não ser partilhado!

Consegui a primeira consulta, tão ignorante…fui sozinha! Porque não havia de ir? Não ia acontecer nada de especial.

O murro no estômago foi atómico, a força fugiu-me do corpo, a mente vagueava sobre o que ouvia ao longe, não sabia como processar a informação ” como assim sem batimentos?!”

Fiz-me de forte e aguentei as lágrimas até sair do consultório, mas no caminho encharquei o coração da raiva e da perda…gritei por dentro  ” Porquê?” Liguei ao meu marido tentando encontrar as palavras certas, mas acho que lhe joguei qualquer coisa à bruta sem pensar que também ele, longe podia sofrer a amputação da paternidade. Tranquei-me no quarto que à dias tinha assistido ao positivo do teste e que naquele dia era testemunho da minha angustia!

Os dias passaram, deu-se a confirmação do diagnostico ” gravidez gemelar não evolutiva”. O meu corpo recusava-se a expelir o que quer que fosse, assim como eu, queria ficar assim grávida, ter os meus bebés. Não suportava a ideia de não os poder abraçar, de não os conhecer, de não os ver crescer…mas era isso que me restava …as saudades dos filhos que não teria!

Pareceu-me demasiado irónico no hospital estar sentada ao lado de uma grávida de barriga majestosa também ela de gémeos, demasiado irónico termos os nossos filhos no mesmo dia…os dela vivos ( felizmente) e os meus mortos ( infelizmente).

Tive que voltar a anunciar a este mundo e ao outro que já não estava grávida, que as roupinhas teriam de ficar na gaveta e que o desejo de voltar a engravidar era latente…mas muito mais tímido!

Li imensos relatos de mulheres que assim como eu tinham perdido os seus filhos antes de nascerem, revia-me na tristeza, no vazio! Mas a vida é mesmo assim…caímos para depois nos levantar-mos!

No mês que era para fazer nascer os meus bebés engravidei da minha filha! Já não tive medo do parto quando vi o positivo do teste…e também já não contei a este mundo e ao outro, não comprei roupas enquanto não soube que tudo parecia estar bem, e nunca ..mas nunca mais fui a uma consulta sozinha.

Por mais anos que passem nunca vou esquecer o vazio que senti naquele dia. Mas acredito que mesmo sem nunca esquecer conseguimos sobreviver. Damos valor a pequenas coisas na gravidez, deixamos de lado se queremos menino ou menina…só queremos um filho saudável!

Existe um número enorme de mulher que ficam orfãs deste amor e para todas elas vai o meu carinho!

Não deixem de visitar a associação Artémis

https://www.facebook.com/associacaoartemis

Uma associação sem fins lucrativos que visa apoiar pais que sofrem a perda gestacional, com inúmeras voluntárias prontas a ajudar com uma palavra amiga!

E se um dia eu fui órfã de barriga…hoje sou mãe e feliz com os meus dois amores! Porque há historias com finais felizes…e apesar de tudo…nós somos 🙂

LPBS (1 de 1)-175

Sessão de família

_OMA2352-Editar-1 _OMA2356-Editar-2 _OMA2358-Editar-3 _OMA2377-Editar-4 _OMA2387-Editar-5 _OMA2403-Editar-Editar-6 _OMA2409-Editar-7 _OMA2429-Editar-8 _OMA2470-Editar-10 _OMA2490-Editar-11 _OMA2583-Editar-12 _OMA2586-Editar-13 _OMA2595-Editar-14 _OMA2609-Editar-15 _OMA2620-Editar-16 _OMA2631-Editar-17

Pisamos o chão com os pés nus.

Sentimos o vento no rosto e o perfume das árvores que dançam, ouvimos as folhas que cantam musicas do campo…a tranquilidade dos espaços inspiram momentos de ternura e quando damos por isso tudo flui e sai de forma natural, e é assim que eu gosto.

Esta sessão foi feita na Arrábida, a minha linda serra tantas vezes palco e cenário das minhas histórias.

E se vos contasse  que estou imensamente feliz e grata pelas minhas escolhas. Melhor seria impossível

Sessão de Família – Arrábida

_OMA3119-Editar-1 _OMA3128-Editar-2 _OMA3157-Editar-3 _OMA3163-Editar-4 _OMA3179-Editar-5 _OMA3213-Editar-6 _OMA3226-Editar-Editar-7 _OMA3229-Editar-8 _OMA3233-Editar-9 _OMA3248-Editar-10 _OMA3267-Editar-11 _OMA3278-Editar-12 _OMA3303-Editar-13

Para mim não há como fazer uma sessão no exterior! Seja na praia ou no campo!

Não há limitações de espaço e de luz…aliás temos a melhor luz do mundo!

Podemos correr, brincar e ser tão naturais, os abraços ganham outra dimensão e os beijos um brilho tão seu!

Adorei esta sessão e a princesa deu um toque especial ao cenário tão rústico!

Coisas que não podem faltar quando nasce um bebé

Quando estamos grávidas somos bombardeadas com mil e um artigos que parecem ser todos imprescindíveis quando nascer o bebé!

Pois eu decidi reunir neste post os que são realmente necessário e que não podem de todo faltar quando o bebé nascer. Espero que esta lista vos seja útil, tenho a certeza que na memória irá ficar 😉

Sem nenhuma ordem de importância ( porque todos são importantes) :

Mobil – Colocar algo por cima do bebé irá estimular os seus reflexos, a necessidade de segurar será activada.

Coloque-se por cima, realize todo o tipo de caretas e sons, acrescente alguns beijinhos e verá que a alegria será total. O seu filho não só irá gostar de brincar com o seu nariz como também poderá experimentar diferentes textura aos puxar-lhe o cabelo!

IMG_6313 IMG_6317 IMG_6322 IMG_6329

Foto Magma Sofia Monteiro

Biberon anti-cólicas –  nada como o nosso regaço para aninhar os pequeninos. Sempre pronto, sempre quente e sempre saboroso 🙂

_OMA7024-Editar-1 _OMA7027-Editar-1 _OMA7023-Editar-1-2

– Espreguiçadeira – a mais ergonómica do mundo, a sempre quentinha e segura 🙂

LPBS (4 de 16) LPBS (1 de 1)-192 LPBS-4 LPBS-151 LPBSs -1 (66) LPBS-1-4

Musicas de embalar – Pode não soar da melhor forma, pode até nem vender álbuns…mas certamente é a melhor melodia que eles podem ouvir…a nossa voz!

6ac8d-ltbs-1-025Uma família grande em dimensão e em sentimentos Uma família grande em dimensão e em sentimentos

Baloiço – eles gostam e nós também!

LPBS (1 de 1)-86F LPBS (43)

São ou não coisas imprescindíveis? 🙂

Crianças felizes…

Crianças felizes têm pais felizes e de bem com a vida!

Pais felizes têm filhos que dão gargalhadas sonoras!

Crianças felizes brincam, sujam-se e esfolam os joelhos,

Pais felizes fazem de cavalinho numa praia em pleno Agosto,

Crianças felizes fazem desenhos da família e colam-os no frigorífico lá de casa,

Pais felizes choram no ultimo dia de aulas do jardim de infância,

Crianças felizes orgulham-se dos pais quando estes fazem um avião de papel que voa meio metro,

Pais felizes interpretam o livro de historias como se fosse a maior obra de arte literária,

Crianças felizes gostam das cavalitas do pai e do colinho da mãe

Pais felizes aguentam mais um pouco a dor nas costas para ter os filhos ás cavalitas,

Crianças felizes sonham um dia ser como os pais, e pais felizes sonham que os filhos sejam um dia melhor que eles,

Fazer um filho feliz não é tarefa fácil, mas com amor é possível…

Sessão fotográfica : Workshop Erika Verginelli

Local: Luz Houses

Pe_OMA0227-Editar-1 _OMA0229-Editar-2_OMA0236-Editar-3_OMA0242-Editar-4_OMA0257-Editar-5_OMA0263-Editar-6_OMA0278-Editar-7_OMA0287-Editar-8_OMA0290-Editar-9_OMA0294-Editar-10

Workshop Erika Verginelli

Esta semana tive dois dias num workshop com a fantástica Erika Verginelli, e foi fantástico.

Vim cheia de vontade de muitas algumas ( muitas coisas) tanto a nível profissional como pessoal!

Foi fantástica a partilha com colegas da área ( alguns deles profissionais que eu admiro muito e fiz questão de o dizer :)) .

Mas que possam ver um pouco de como tudo se passou, deixo para já o Alojamento!

Maravilhoso alojamento!

A Luzhouses é um local de uma beleza ímpar, decorado com um bom gosto fenomenal!

Acho que não tive olhos para ver todos os detalhes deste cantinho cheio de charme!

Um local completamente baby friendly, mas também optimo para namorar!

_OMA0025-Editar-1 _OMA0026-Editar-2 _OMA0027-Editar-3 _OMA0029-Editar-4 _OMA0036-Editar-5 _OMA0037-Editar-6

Não deixem de visitar..Fátima fica aqui tão pertinho e não há duvida que este é um local a repetir!

_OMA0100-Editar-1 _OMA0103-Editar-1 _OMA0303-Editar-1 _OMA0305-Editar-2

O bebé cá de casa também não escapou ás objectivas 🙂

_OMA0312-Editar-3 _OMA0358-Editar-4 _OMA0538-1 _OMA0551-1 _OMA0565-1

Vida de fotografo não é fácil! muita ginástica para a fotografia perfeita!

Assim que possa coloco as fotografias que resultaram deste workshop! 🙂

Hoje choro uma tristeza de uma mãe a quem a vida ofereceu a crueldade da perda, a quem a vida lhe arrancou do colo o maior amor do mundo. Aquele amor que cresce todos os dias e que de tantas vezes falo…

Hoje choro a tristeza de uma barriga cheia de sonhos, transformada num colo oco, de uma alma rasgada à força, da brutalidade do vazio, da saudade que mata e corroí…

Hoje choro lágrimas sentidas de uma dor que não se apaziguará…de um luto eterno.

Hoje choro o regresso a casa,  uma casa que gritava alegria e agora é carpideira de horas de dor, de um quarto vazio de roupas por vestir, de choros por ouvir de gargalhadas por dar…

A vida ficou mais triste, cinzenta, vazia e sem sentido para quem perde o que de melhor podemos ter.

Hoje eu, mãe, choro sem perceber a dimensão da dor, mas que ainda assim sente o aperto e a amputação, o medo e a profunda tristeza, daquela que podia ter sido e não a deixaram ser…

Por ti querida choro a dor…que sabendo que nunca passará, possa ao menos tornar-se mais suportável, que o tempo seja generoso contigo e um dia o teu coração despedaçado posso ser reconstruido.

Um beijinho grande a estes pais.

Olga_OMA9658-Editar-1

Sessão fotográfica de bebé – Setúbal

lpbs (1) lpbs (2) lpbs (3) lpbs (4) lpbs (5) lpbs (6) lpbs (7) lpbs (8) lpbs (9) lpbs (10) lpbs (11)A pequena R já me conhece desde a barriga. E foi aqui neste cenário fantástico que fotografamos os seus 9 doces meses de nascida!

Adoro as fotos em exterior, a luz do dia e as paisagens ganham sem duvida ao estúdio e quando envolve crianças sem duvida que é uma opção fantástica.

Aproveitando agora os dias maravilhoso de temperaturas simpáticas, marque a sua sessão e aproveite o ar puro 🙂

Eu espero por si